Por qual motivo o Antigo Testamento proíbe as imagens de Deus e por que razão os cristãos já não cum

Para proteger o mistério de Deus e se demarcar de imagens cultuais pagãs, o primeiro Mandamento determina: "Não farás para ti nenhuma imagem de Deus." (Ex 20,4) Porque, todavia, Deus tomou um rosto humano em Jesus Cristo, foi abolida a proibição das imagens no Cristianismo; nas Igrejas Orientais, até os ícones são considerados santos. [2129–2132, 2141]


A sabedoria dos antepassados de Israel de que Deus excede tudo e é muito maior do que tudo o que há no mundo continua ainda viva no Judaísmo e no Islão, em que foram sempre proibidas as imagens de Deus. No Cristianismo, a proibição das imagens relativamente a Cristo foi-se afrouxando e foi abolida no II Concílio de Niceia (no ano 787). Pela Sua encarnação, Deus deixou de fato de ser absolutamente inimaginável; desde Jesus, podemos ter uma imagem do Seu ser: "Quem Me vê vê o Pai." (Jo 14,9)

Fonte:http://www.youcat.org/pt/catecismo/fe/pergunta-do-mes/

#CatólicosNãoAdoramImagens

Posts em Destaque