82 – Não é chocante chamar “mãe de Deus” a Maria?

Não. Quem chama “mãe de Deus” a Maria confessa que o seu Filho é Deus. [495, 509]


Quando os primeiros cristãos discutiam quem era Jesus, o termotheotokos (geradora de Deus) tornou-se sinal de reconhecimento da interpretação fidedigna da Sagrada Escritura: Maria não deu à luz simplesmente um ser humano, que após o nascimento se tivesse “tornado” Deus; o seu Filho era, já no ventre, o verdadeiro Filho de Deus. Esta questão, antes mesmo de ser um assunto mariológico, é novamente um tema relacionado com o fato de Jesus ser simultaneamente verdadeiro homem e verdadeiro Deus. -> 117


Onde se afunda a fé na mãe de Deus, afunda-se também a fé em Deus Filho e em Deus Pai. Ludwig Feuerbach (1804-1872, filósofo ateísta, em A essência do cristianismo)

#youcat #maria

Posts em Destaque